Política

REPÚDIO INTERNACIONAL

Bregman e Del Caño repudiam a visita de José Serra, chanceler do Governo golpista do Brasil

segunda-feira 23 de maio de 2016| Edição do dia

Frente à visita do ministro de Relações Exteriores do Brasil, a deputada nacional do PTS/Frente de Esquerda, Myriam Bregman, assinalou: “Repudiamos a visita de José Serra à Argentina; é o chanceler de um Governo golpista. O bloco PRO-Cambiemos [do presidente Macri] da Câmara de Deputados já se fez defensor do golpe institucional frente às moções que apresentamos no dia 27 de abril e no dia 18 de maio para repudiá-lo; se negaram até a discutir, enquanto 140 deputados votamos por fazê-lo. Agora Macri, no mesmo dia que oficializa o veto à lei antidemissões, recebe Serra com os braços abertos para dar apoio direto ao Governo golpista. Assim, o Governo argentino se coloca na primeira fila a nível internacional para legitimar o golpe institucional no Brasil”.
Por sua vez, o candidato a presidente da esquerda nas últimas eleições, Nicolás del Caño, disse: “Não nos estranha que Macri esteja tão ansioso por legitimar o Governo golpista de Michel Temer e por abraçar-se e negociar com Serra, um dos principais representantes da burguesia paulista. Ambos Governos defendem os interesses do mais concentrado das patronais de cada país, das multinacionais, dos banqueiros, e se propõem avançar em ajustes mais duros sobre os trabalhadores e setores populares”. O dirigente da Frente de Esquerda finalizou dizendo que “fomos opositores pela esquerda ao Governo do PT, mas não vamos deixar passar esta ofensiva da direita, que quer redobrar os ajustes e a entrega às multinacionais e que não hesita em apelar ao golpe institucional para fazê-lo”.




Tópicos relacionados

Impeachment   /    Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT)   /    Política   /    Internacional

Comentários

Comentar