Sociedade

BARRAGEM ROMPIDA

Barragem do Rio Verdão cede e mais um rio é ameaçado no país

quarta-feira 6 de setembro| Edição do dia

Na última terça feira, dia 05/09, uma comporta da barragem do Rio Verdão cedeu em Maurilândia, no limite entre os municípios de Santa Helena de Goiás e Rio Verde. Não há ainda notícias de pessoas ou residências atingidas, porém o rompimento elevou o nível da água e pode afetar o meio ambiente ao redor. A causa do rompimento não foi descoberta ainda.

Este caso atenta para o caso de Mariana em 2015, no qual a mineradora Samarco foi responsável pelo maior crime ambiental da história de Minas Gerais destruindo o povoado de Bento Rodrigues, causando diversas mortes e acabando de forma irreparável com o Rio Doce. É um absurdo como a irresponsabilidade destas empresas preocupadas exclusivamente com seus lucros subjulga a vida e o bem estar dos trabalhadores, sendo os primeiros e mais diretamente afetados com as consequências de instalações feitas sem oferecer nenhuma garantia de segurança para a população que vive ao redor.

Veja os vídeos:

Para lucrar, empresas como a Samarco exploram os recursos e a mão de obra destes locais, desviando-se da maneira que podem quando suas empreitadas resultam em tragédias. De todas as formas que podem, colocam sobre as costas dos trabalhadores o peso das consequências disso, inclusive como no caso de Mariana, no qual a empresa se nega a arcar com os custos dos danos causados, querendo voltar a explorar recursos da região como se nada tivesse acontecido. A privatização da Eletrobrás e outras empresas públicas do Temer potencializam um cenário de tragédias promovidas pelos empresários e capitalistas.




Tópicos relacionados

Tragédia Mariana   /    Sociedade   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar