Educação

CORTE DE BOLSAS

Atos em Rio e São Paulo mobilizam contra o corte de bolsas da CAPES

Centenas se mobilizaram contra o corte anunciado ontem.

sexta-feira 3 de agosto| Edição do dia

No dia de ontem (2 de agosto), uma das principais agências de fomento a pesquisa no país, a CAPES, anunciou que sofreria um corte de orçamento que poderia retirar 93 mil bolsas de pós graduação e 105 mil bolsas de PIBID.

Com esta notícia, foram convocadas 2 manifestações no dia de hoje, uma no Rio e outra em São Paulo. Apesar da convocação ter sido feito do dia pra noite, da forte chuva e de muitas faculdades estarem de férias ainda, os atos reuniram centenas de pessoas.


Ato em são Paulo, no vão do MASP

Este corte de gastos representa uma continuidade da política do governo golpista, sendo a aplicação prática da PEC 55, que congela os investimentos públicos por 20 anos, para garantir os recursos necessários para o pagamento da fraudulenta dívida pública. Além disso, as principais afetadas com este corte serão as mulheres, que atualmente são a maioria na pós graduação.

Apesar de mais esse ataque as centrais sindicais continuam no em seu imobilismo, alimentado esperanças nas eleições para resolver este problema. Apesar disso, a única maneira de barrar estes ataques é através da mobilização de trabalhadores e estudantes. Por isso, é necessário que a CUT e CTB, junto com a UNE e as entidades de pós graduandos organizem essa luta contra os ataques de Temer em cada local de trabalho e estudo.

Porém, a única maneira de dar uma resposta de fundo a crise no país é levantando uma política anti-imperialista e anticapitalista, que levante o não pagamento da dívida pública. Veja abaixo o vídeo da militante do MRT e pós doutoranda pela UFRJ, Simone Ishibashi, no ato que aconteceu no Rio:




Tópicos relacionados

PIBID   /    Crise na Educação   /    Universidades Privadas   /    crise econômica   /    Universidades Federais   /    Educação

Comentários

Comentar