Mundo Operário

DEMISSÕES NA INDUSTRIA

Ato Pela readmissão dos demitidos da G.M.

Ato em defesa dos demitidos contou com a participação de cerca de 100 pessoas.

sábado 1º de agosto de 2015| Edição do dia

Na tarde desta sexta-feira (31) os trabalhadores demitidos da GM da planta de São Caetano do Sul, que estão acampados há 20 dias em frente ao portão da fábrica, realizaram o 3o ato exigindo a readmissão dos trabalhadores. O protesto foi organizado pela CTB, que atua como oposição a Força Sindical, central que dirige o sindicato da categoria, porém não se coloca a defesa da reintegração dos demitidos.

O ato contou com a participação de cerca de 100 pessoas, entre trabalhadores demitidos, organizações políticas e entidades de classe, como MRT, PSTU, CSP-Conlutas e PSOL.

O conjunto das intervenções foi no sentido de questionar a carestia de vida promovida pelos ajustes fiscais, o imenso lucro da empresa e o papel cumprido pela Força Sindical.

O MRT e a Juventude às Ruas interveio no sentido de levar toda a solidariedade aos trabalhadores demitidos, colocar a necessidade da construção de um Pólo de Esquerda que supere as direções burocráticas que hoje estão nos sindicatos da região, e coloque de pé um plano de lutas capaz de enfrentar os efeitos da crise que os governos, aliados aos empresários e as atuais direções sindicais, como é o caso da G.M., querem colocar na conta da classe trabalhadora.

Confira as intervenções abaixo:




Tópicos relacionados

Indústria   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar