Educação

LUTA SECUNDARISTA

Assédio sexual durante repressão aos estudantes em ocupação em Marília

Durante a repressão da PM sofrida pelos estudantes que ocupavam a E.E. Sylvia Ribeiro de Carvalho em Marília – SP, os policiais se utilizaram de agressão física, além do assédio sexual contra estudantes mulheres que compunham a ocupação, numa tentativa clara de desmoralizá-las e reprimi-las.

sexta-feira 20 de novembro de 2015| Edição do dia

No dia 19/11 (quinta-feira), estudantes da E.E. Sylvia Ribeiro de Carvalho, em Marília – SP, ocuparam a escola, aderindo ao movimento de ocupações por todo o Estado, que já tomou mais de 80 unidades escolares. A direção chamou a polícia militar para reprimir os estudantes que se manifestavam de forma totalmente legítima, contra o maior ataque a educação do Estado de São Paulo nos últimos 20 anos: a “reorganização” escolar. A PM utilizou spray de pimenta, que levou uma estudante ao hospital, e cassetetes para agredir os estudantes.

Contra as estudantes mulheres, os policiais se utilizaram do assédio sexual, além da agressão física, para coagir e repreendê-las. Várias delas relataram terem os seios agarrados pelas duas mãos de um policial, que os apertou com muita força, deixando marcas de vermelhidão na pele e muita dor na região e em seguida empurraram as estudantes com as mãos ainda nos seios. Isso mostra claramente o caráter opressor da polícia, que se utiliza de coação moral e assédio sexual para reprimir as mulheres que se recusam a calar e se colocam na linha de frente das lutas.

Apesar disso, as estudantes seguem firmes na mobilização e na construção da ocupação contra a “reorganização” do Estado de São Paulo. A ocupação da E.E. Sylvia Ribeiro resiste! Nos do grupo de mulheres Pão e Rosas repudiamos veementemente a agressão sofrida pelas estudantes, assim como toda brutalidade e repressão da policia de Geraldo Alckmin. As juventude secundarista vem dando um exemplo na luta em defesa da educação,tendo as mulheres na linha de frente do movimento.

Todo apoio à ocupação da E.E. Sylvia Ribeiro de Carvalho, em Marilia!

Abaixo a repressão e a violência sexual da policia de Geraldo Alckmin!




Tópicos relacionados

#Alckmin,VocêNãoFecharáNossasEscolas!   /    Marília   /    Educação   /    Marília   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar