Gênero e sexualidade

DIREITO AO ABORTO

Artistas se manifestam contra a PEC 181

Após a famigerada votação em que 18 deputados homens aprovaram a PEC 181, que criminaliza todos os tipos de aborto, personalidades do meio artístico se posicionaram nas redes sociais. Atos ocorrem em todo o Brasil nesse dia 13 de novembro.

segunda-feira 13 de novembro| Edição do dia

Com informações do Diário de Pernambuco

A reação a aprovação em comissão na câmara a PEC que propõe criminalizar quaisquer tipos de aborto ganhou nas redes sociais o apoio de artistas e outros famosos. Camila Pitanga publicou vídeo em seu twitter em que denúncia que “Estão nos obrigando a viver uma segunda violência”. Ela é embaixadora nacional da ONU Mulheres e comentou que “O aborto legal em caso de gravidez por estupro ou risco de morte para a mãe são direitos permitidos desde 1940 pelo Código Penal Brasileiro. Querem que a mulher que engravide de um estuprador não tenha direito ao aborto. E pior: seja presa por interromper a gravidez ou morra em um aborto clandestino".

Antonia Pellegrino, roteirista de filmes como Bruna Surfistinha (2011) e Tim Maia (2014) criticou a comissão e o presidente da câmara Rodrigo Maia (DEM) por ter criado tal comissão, “Criou o lobo e quer dar uma vovozinha” sobre recente declaração do presidente que a PEC 181 não passa no plenário da câmara.

As atrizes Letícia Sabatella e Bruna Linzmeyer divulgaram o cartaz do movimento Todas Contra 18 nas redes sociais, chamando para os atos que estão acontecendo hoje no Brasil.

Acompanhe os atos aqui




Tópicos relacionados

Direito ao aborto   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar