Sociedade

SÃO PAULO

Após acabar com os pixos e grafites, Dória quer eliminar as ciclovias

João Dória, prefeito de São Paulo pelo PSDB, além de fantasiar-se ocasionalmente de trabalhador e desde janeiro destruir os pixos e grafites da cidade e torná-la cinza, agora quer desfazer uma das únicas coisas boas deixadas pela gestão do ex-prefeito Haddad (PT): as ciclovias.

quinta-feira 20 de abril| Edição do dia

As mudanças previstas nas ciclovias pelo gestor tucano envolvem acabar com a separação entre bicicletas e carros, com apenas sinalizações que dêem preferência às bicicletas. Isso será feito prioritariamente em vias que têm como limite de velocidade os 40 km/h, já que segundo o prefeito, esta velocidade aparentemente não expõe ciclistas a nenhum risco. Ora, é bastante óbvia a diferença de segurança entre uma estrutura de metal sob a qual se movimenta utilizando a própria força do corpo, e estar envolto em um carro que pesa toneladas.

Ou seja, após deixar a cidade cinza, apagar as cores, agora Dória quer deixar o trânsito inseguro para os ciclistas. João Dória quer uma São Paulo sem vida, em todos os sentidos possíveis.

A primeira ciclovia a ser alterada será na Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo, e não escolhida à toa, já que estes direitos mínimos são arrancados primeiro nas periferias. Mas Avalleda, parte da Gestão de Dória, já afirmou que inclusive as ciclovias na Consolação sofrerão mudanças.




Tópicos relacionados

Grafite   /    João Doria   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar