Internacional

CORONAVÍRUS

Após Trump declarar que coronavírus está sob controle, EUA são novo epicentro no mundo

Segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, 100.717 contaminações pelo novo coronavírus foram confirmadas no país até o momento.

sábado 28 de março| Edição do dia

Imagem: Jim Watson/AFP

Os Estados Unidos se tornaram de fato um dos novos epicentros da covid-19. Segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, 100.717 contaminações pelo novo coronavírus foram confirmadas no país até o momento, o que faz dos Estados Unidos a nação com maior número de casos em todo o mundo, superando a China e a Itália. As vítimas fatais da covid-19 em território americano são até o momento 1.544.

Ao passo que medidas para conter a pandemia paralisam o país, as demissões aumentam exponencialmente e dispara o número de pedidos do seguro-desemprego. Na semana passada o número chegou ao recorde de 3,28 milhões. Na semana anterior esse número era de 282 mil.

Em janeiro, Trump declarou: “Nós temos tudo sob controle. É uma pessoa vinda da China. Temos sob controle. Vai ficar tudo bem.” A mensagem que os EUA tinham a situação “sob controle” foi repetida dezena de vezes por Trump e membros de sua administração ao longo das semanas seguintes.

As medidas anunciadas pelo governo norte-americano são insuficientes frente às enormes falhas do sistema de saúde do país. Milhares de pessoas informam que o custo do teste pode ser de mais de 1000 dólares.

Republicanos e Democratas concordaram em um pacote de incentivo sem precedentes de 2 trilhões de dólares, muito disso para assegurar a lucratividade corporativa. Enquanto centenas de milhares estão doentes e morrendo pela pandemia do Covid-19, o Congresso deixa claro novamente em qual interesse se dá seu governo.

Como vimos em 2008, trabalhadores não viram melhorias significativas nos padrões de vida durante o chamado período de recuperação e não viram um aumento real em seus salários desde a década de 1970. Enquanto as taxas de desemprego caíram durante os anos de Obama, a maioria dos empregos criados foram de baixos salários. A taxa geral de participação da força de trabalho foi menor no início de 2020 do que foi em 2007.

Informações: Agencia Estado




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar