Internacional

ESTADOS UNIDOS

Ao menos cinco mortos e procura de um segundo atirador em aeroporto na Flórida

Confirmado o aumento do número de pessoas mortas pelo ataque no aeroporto. A polícia está à procura de um possível segundo atirador.

sexta-feira 6 de janeiro| Edição do dia

Depois de pelo menos cinco pessoas morrerem nesta sexta-feira em um tiroteio no Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale-Hollywood. Algumas agências de notícias informam que houve um novo tiroteio na área da garagem do aeródromo no sul da Flórida, de acordo com a Direção de Segurança em Transporte.

Os tiros, informou canal Fox News, foram registrados na garagem localizada entre os terminais 1 e 2 do aeródromo no sul da Flórida, e o autor não foi preso.

Este novo tiroteio ocorreu depois que a prefeita do condado, Barbara Shareif, garantiu que não há nenhuma evidência de que o atirador, já detido pelas autoridades, tenha "agido em cumplicidade com os outros."

No entanto, TSA disse via Twitter que há um "atirador ativo" nas instalações do aeroporto que foram "fechadas".

O Escritório do xerife do Condado de Broward, onde fica Fort Lauderdale, confirmou a morte de cinco pessoas e oito ficaram feridas e foram transportadas s para hospitais próximos.

Segundo testemunhas um homem vestindo uma camiseta do "Star Wars" atirou nesta sexta na seção de bagagens do Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale, relata a agencia Reuters.

O presidente Barack Obama foi informado do que estava acontecendo no aeroporto de Fort Lauderdale por sua assessora de segurança nacional e luta antirerrorista, Lisa Monaco, afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional (NSC), Ned Price.

O presidente eleito Donald Trump, disse através do Twitter, que segue de perto a "situação terrível na Flórida" e falou com o governador do estado, Rick Scott, que já anunciou que irá até o aeroporto de Fort Lauderdale para ser informado pessoalmente.




Tópicos relacionados

Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar