Sociedade

VACINA PARA COVID-19

Anvisa aprova material para vacina chinesa e Doria promete compra e distribuição, caso Bolsonaro não o faça

Anvisa liberou, em caráter excepcional, a importação da matéria-prima para a produção de 40 milhões de doses da CoronaVac. O governador paulista João Doria prometeu compra de mais de cem milhões de doses da vacina caso Ministério da Saúde de Bolsonaro não se responsabilize pela distribuição. Enquanto ocorrem as disputas entre extrema direita e golpistas, entre as empresas farmacêuticas sobre suas vacinas, a população segue morrendo pela Covid-19.

quinta-feira 29 de outubro| Edição do dia

Foto: Reuters

Em coletiva de imprensa ontem, 28, o governador de São Paulo, João Doria, garantiu a compra de 100 milhões de doses da CoronaVac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac desenvolvida em parceria com o Instituto Butantã.

Já foi feita a compra de 46 milhões de doses ainda para esse ano e garantia de compra de mais 55 milhões para 2021, mesmo sem verba do Ministério da Saúde e governo federal. Em declaração na coletiva de imprensa, Doria não deixou claro de onde sairá o dinheiro para compra dos imunizantes.

O que Doria deixou claro é que caso o Ministério da Saúde e governo federal não garantam a distribuição da vacina e não se responsabilizem por isso, o Estado de São Paulo terá essas mais de cem milhões de doses da vacina para distribuir também para moradores de outros estados além dos paulistas.

Também no dia de ontem, quarta-feira, 28, a Anvisa liberou, em caráter excepcional, a importação da matéria-prima para a produção de 40 milhões de doses da CoronaVac, após reclamação pública feita pelo diretor do Instituto Butantã sobre demora na liberação de importação de insumos.

Nos últimos dias a disputa entre Bolsonaro e Doria a respeito da vacina para o novo coronavírus tem sido pauta entre especialistas, políticos e a população.

Com o negacionismo de Bolsonaro e as garantias de compra de mais de 100 milhões de doses da vacina por parte de Doria, sabemos entretanto que nenhum dos dois irá garantir o acesso universal e gratuito da vacina. Nossas vidas não podem estar à mercê das disputas políticas entre extrema direita e golpistas, a serviço dos lucros bilionários dos monopólios farmacêuticos.

Veja mais: Contra Bolsonaro e Doria, defendemos a vacina gratuita para todos que queiram




Tópicos relacionados

Vacinação   /    COVID-19   /    Coronavírus   /    João Doria   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar