Política

PRIVATIZAÇÃO

Alckmin aplaude Temer pela destruição da Eletrobras

Privatizar é bom, eis um mantra tucano. Melhor ainda se for realizado por outros políticos para que os tucanos não tenham a inconveniência de ter que defender as privatizações nas campanhas eleitorais.

quarta-feira 23 de agosto| Edição do dia

Nas eleições presidenciais de 2006 Alckmin vestiu um ridículo macação com os nomes de todas as estatais para dizer que não iria privatizar nada. Como todo tucanato e Temer seu programa é claro: tudo que tiver um "cheiro" de Brasil deve ser entregue (à preço de banana) aos estrangeiros. Para se poupar do inconveniente eleitoral de ter de defender esse programa impopular em 2018, Alckmin aplaude Temer por destruir o sistema elétrico brasileiro.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), classificou como "correto" o plano do governo Federal de privatizar a Eletrobras. "O governo tende a ter cada vez mais um papel de regulador e fiscalizador. Então, não há necessidade de o governo ser gestor", disse o tucano, durante anúncio do edital do pregão que vai transferir para a iniciativa privada a tarefa de vender imóveis públicos ociosos do Estado.

Alckmin acrescentou que, por ser muito grande, o governo acaba não sendo um gestor eficiente. Eficiente é a gestão tucana no Estado de São Paulo com seus mil escandalos de corrupção blindados pela justiça paulista, ou a gestão Doria que privatiza tudo e impede as crianças de terem pleno acesso ao mais elementar dos direitos, a comida.


Alckmin na campanha presidencial de 2006 fingindo ser contra as privatizações que agora ele aplaude




Tópicos relacionados

PSDB   /    Privatização   /    Política

Comentários

Comentar