Sociedade

aposentadoria

Absurdo: idosa levada de maca ao INSS para provar que estava viva

Em Rondonópolis (MT), uma idosa teve de ser levada de maca a uma agência bancária para não perder o benefício da Seguridade Social (INSS), que já não recebia há dois meses.

sexta-feira 10 de maio| Edição do dia

A reportagem, exibida em telejornal matinal do estado, pode ser vista aqui: https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2019/05/10/idosa-e-levada-em-maca-ate-banco-para-provar-que-esta-viva-e-voltar-a-receber-beneficio-do-inss-em-mt.ghtml

Esse caso escandaloso não é sequer o primeiro do ano. Em fevereiro, outro idoso teve de ser levado de maca a uma agência da Caixa Econômica Federal para fazer a chamada “prova de vida” no Pará (veja aqui: https://www.youtube.com/watch?v=3UZ8TKAXQ7Y]). Em ambos os casos, o INSS não fez mais que alegar que a prova de vida pode ser feita por procuração, o que equivale a responsabilizar os próprios idosos e seus familiares por essa barbaridade.

Depois de décadas deixando sua saúde e sua vida no trabalho em prol dos lucros dos capitalistas, aqueles trabalhadores que conseguem satisfazer os requisitos ainda têm de enfrentar filas e vexatórias exigências de documentos e de sucessivos retornos, além de tomar muito chá de cadeira, antes de terem, finalmente, o direito a uma aposentadoria miserável, aquém da crescente carestia de via. A mesma demora que já aturaram cotidianamente, dia após dia, anos a fio, amargando no transporte superlotado, no hospital público, igualmente precário, quando o remédio acaba e o mais cedo que podem agendar sua consulta “urgente” é daqui muitos meses.

Enquanto isso, um regime previdenciário que sequer dá aos trabalhadores e à população o direito a uma velhice digna é transformado na causa de todos os males, e sua destruição, apelidada de “reforma”, no passe de mágica que tirará o país da crise. Regime esse que só não é superavitário por causa das isenções e dos calotes dos capitalistas, que devem ao INSS, e, principalmente, porque a Desvinculação das Receitas da União (DRU) (Ver em: http://www.esquerdadiario.com.br/A-quem-interessa-a-reforma-da-previdencia] transfere dinheiro da Seguridade Social para o pagamento da dívida pública, que é, essa sim, a causa do rombo das contas públicas. Uma verdadeira “bolsa banqueiro”, que custa ao país cerca de R$ 1.000.000.000.000,00 (1 trilhão) por ano!

É para pagar essa dívida fraudulenta que o Estado capitalista congela os gastos em saúde e corta da educação (ver em: http://www.esquerdadiario.com.br/Governo-Bolsonaro-anuncia-que-todas-universidades-sofrerao-corte-de-30-nas-verbas-em-2019] inviabilizando até mesmo pesquisas na área da saúde (ver em: https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2019/05/08/e-como-se-fosse-luto-por-falta-de-bolsa-brasileira-interrompe-doutorado.htm] e ameaçando o fechamento de universidades federais inteiras. Se for aprovada a reforma da previdência, ir de maca fazer a prova de vida provavelmente será a realidade de todos os poucos trabalhadores que conseguirem se aposentar, até porque, a depender da expectativa de vida de várias regiões do Brasil, a maioria de nós irá trabalhar até morrer. Não pagar a dívida pública é a única maneira de conquistarmos nosso mais que merecido descanso depois de toda uma vida de trabalho.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar