15M

Veja como foi a paralisação nacional contra a Reforma da Previdência

Acompanhe no Esquerda Diário as principais notícias dos atos, paralisações, trancaços e piquetes desse dia nacional de paralisação.

quarta-feira 15 de março| Edição do dia

Última atualização: 19:48

Se dependesse da grande mídia, como o Estadão, apoiadora do governo golpista e seus ataques, a resistência contra a Reforma da Previdência e Trabalhista passaria em branco nos jornais.

São Paulo

Em São Paulo, o Metrô começou parado e com importante apoio popular. Acompanhe aqui a greve de 24h do Metrô de São Paulo.

Essa mobilização dos metroviários foi amplamente apoiada pela população, que expressou apoio em lutar contra a Reforma da Previdência.

Na USP as três categorias da universidade decidiram paralisar e realizar um trancaço na universidade contra o PEC do Fim da USP, que visa demitir milhares de funcionários e congelar salários por anos, um verdadeiro desmonte da universidade, assim como contra a Reforma da Previdência.

Os rodoviários de Guarulhos também paralisam contra a Reforma da Previdência.

No interior paulista, como na Região Metropolitana de Campinas, paralisações e passeatas marcaram o dia, assim como em Cotia, onde carteiros paralisaram e se somaram ao grande ato na Paulista.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, capital mineira, diversas categorias de trabalhadores saíram às ruas no dia de hoje, apesar da tentativa de Justiça de impedir a luta dos trabalhadores junto aos estudantes.

Os trabalhadores do call center Almaviva também paralisaram

Em Juiz de Fora, tivemos um dos maiores atos do 15M, com cerca de 10 mil manifestantes, sendo grande parte de trabalhadores, mas também de estudantes.

Rio Grande do Sul

Na capital gaúcha, rodoviários realizam protesto contra a privatização da empresa de ônibus estatal Carris e outros ataques anunciados pelo prefeito tucano Marchezan, como também se opondo à Reforma da Previdência de Temer. Professores estão paralisados, e outras ações ocorrem na região metropolitana.

Em Caxias do Sul, trabalhadores realizam manifestação com panfletagem contra a Reforma da Previdência.

Na mesma cidade, os trabalhadores da VISATE, empresa que administra o transporte público local, deflagraram greve por tempo indeterminado, exigindo demandas salariais à categoria arrochada.

Paraíba

Na Paraíba está havendo uma paralisação nos correios e está deflagrada greve nos colégios estaduais a partir de hoje.

Rio de Janeiro

Os Garis de Irajá, a despeito da vontade do seu sindicato, se manifestaram contra a reforma da previdência, expressando uma grande disposição de luta e de enfrentamento.

Repressão

Em Santos, estivadores sofrem a primeira repressão de Temer ao combate à reforma da Previdência, ferindo um trabalhador e impedindo a manifestação seguisse.

Os atos no país inteiro estão marcados por um forte apoio popular.




Tópicos relacionados

15M   /    Reforma da Previdência   /    Reforma Trabalhista

Comentários

Comentar