Gênero e sexualidade

8M EM PORTO ALEGRE

8M em Porto Alegre reúne cerca de 5 mil pessoas

Milhares de mulheres se reuniram na Esquina Democrática em Porto Alegre e marcharam rumo ao Palácio Piratini para protestar contra os ajustes de Sartori, que vem atacando salários de servidores e direitos sociais. Foram diversas categorias de trabalhadoras, camponesas e estudantes.

quarta-feira 8 de março| Edição do dia

Metalúrgicas, camponesas, estudantes e professoras que marcharam para confluir ao ato logo após sua assembleia.

As mulheres se reuniram na Esquina Democrática, marcharam rumo ao Palácio Piratini e depois foram ao Largo do Zumbi para o encerramento do ato. O tom do ato, além de pautar a luta contra os ataques de Sartori, ressaltou o combate à reforma da previdência de Temer e a lembrança da Revolução Russa, quando, há exatos cem anos, as operárias de Petrogrado deram início à revolução de fevereiro que derrubou o Tzar Nicolau II com sua manifestação e greve do 8 de março.

Palavras de ordem como "Nem recatada e nem do lar, a mulherada está na rua pra lutar" foram entoadas pelas participantes. O "Fora Temer" também esteve presente durante toda a manifestação.

Na chegada ao Palácio do Piratini, as mulheres cantaram "Desocupa aí, fora sartori, do Piratini!"




Tópicos relacionados

Especial 8 de março   /    Porto Alegre   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar