PRIVATIZAÇÃO

67% é contra as privatizações de Bolsonaro e Guedes pra vender o país

Pesquisa do Datafolha mostra que 67% da população é contra as privatizações das estatais brasileiras. Ao contrário do que brada Bolsonaro e Guedes, a privatização não está a serviço de gerar recursos aos serviços públicos e sim garantir o pagamento da dívida pública.

terça-feira 10 de setembro| Edição do dia

Pesquisa realizada pelo Datafolha aponta que 67% dos entrevistados se posicionaram contrários as privatizações, que hoje fazem parte de uma das frentes de ataque de Bolsonaro e Paulo Guedes contra os trabalhadores. Apenas 25% apoiam privatizações de estatais, escancarando que é notável que a política privatista afeta diretamente os trabalhadores e a população.

Veja também: Em decreto, Bolsonaro deu super-poderes para privatizações de Paulo Guedes

Ao contrário do que a extrema direita brada, as privatizações, ou seus correlatos como concessões e leilões, não tem retorno para os serviços públicos: segundo a constituição, a verba que advém da entrega de empresas estatais construídas com dinheiro público deve necessariamente ser escoada ao pagamento da dívida pública.

Assim, na prática, a demagogia brutal que fazem com a privatização é pela geração de recursos, entretanto, não mostram a contra-cara desta política que na realidade está a serviço de entregar empresas ao capital privado, garantindo o lucro dos capitalistas que passam a usufruir das empresas e recursos nacionais.

A pesquisa também mostrou que os apoiadores de Bolsonaro são os indivíduos que apoiam as políticas privatistas de seu governo. Além disso, estão favoráveis à privatização os indivíduos com maiores rendas familiares.

Veja também: Paulo Guedes anuncia atacadão de estatais "quero privatizar todas"

Os danos brutais causados pela privatização são amplamente sentidos pelos trabalhadores e pela população. O recente caso de Brumadinho, onde a Vale foi responsável pela morte de centenas de trabalhadores e dano ambiental irreversível, chocou o mundo inteiro. A Vale é uma das estatais construída com dinheiro público e privatizada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso.


Crime de Brumadinho: Privatizada por FHC, Vale foi responsável por destruição ambiental irreparável e centenas de mortes de trabalhadores

Diferente do discurso da direita, que batalha para convencer que as estatais são antros de corrupção e que sucateia o serviço prestado para justificar a privatização das empresas nacionais, o caminho para garantir as estatais brasileiras à serviço dos trabalhadores e da população é lutar para que elas estejam nas mãos de quem as constrói e usufrui delas.

Veja também: Trabalhadores dos Correios se preparam pra luta por seus direitos e contra a privatização

O plano privatista de Bolsonaro e Guedes, somado à reforma da previdência e à reforma trabalhista, aumentará ainda mais a exploração dos trabalhadores, precarizando ainda mais as condições de trabalho, avançando com a terceirização e tirando a perspectiva de se aposentar. É preciso organizar os trabalhadores e a juventude, para defender o direito ao trabalho digno, aposentadoria e serviços públicos de qualidade, e fazer com que sejam os patrões que paguem pela crise que criaram.




Tópicos relacionados

Paulo Guedes   /    Governo Bolsonaro   /    Privatização

Comentários

Comentar